WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
secom bahia plansul






:: ‘Cidades’

APENAS DOIS DE 78 MUNICÍPIOS BAIANOS AVALIADOS TÊM NOTA BOA EM TRANSPARÊNCIA

 

 

Avaliação negativa é puxada por falta de dados sobre obras públicas e emendas, o que preocupa em especial por 2024 ser um ano eleitoral.

Avaliação divulgada nesta terça-feira (16) revela que somente duas de 78 cidades baianas dos territórios Litoral Sul, Baixo Sul, Extremo Sul, Médio Rio de Contas e Costa do Descobrimento têm nível bom de transparência. Os demais 76 municípios têm níveis regular, ruim ou péssimo, pontuação especialmente negativa em relação à transparência dada às obras públicas e ao recebimento da execução de emendas parlamentares ao orçamento – sejam federais, estaduais ou municipais.

Esse resultado preocupa, em particular, num ano eleitoral, já que obras e emendas apresentam riscos de corrupção e são recursos frequentemente capturados que podem distorcer a resposta das urnas.

Os resultados do Ranking de Transparência e Governança Pública, produzido pelo Instituto Nossa Ilhéus com metodologia da Transparência Internacional – Brasil, mostram que apenas Ilhéus (77,1 pontos) e Itabuna (69,4 pontos) têm classificação “boa”. Nenhum município atingiu o nível “ótimo”. A avaliação varia de 0 (pior resultado de transparência e governança) a 100 (melhor posição) e o ranking completo pode ser acessado em: https://transparenciainternacional.org.br/itgp/regiao/bahia/

O ranking avaliou seis dimensões (legal, plataformas, administração e governança, obras públicas, transparência financeira e orçamentária, e participação e comunicação) para identificar se os municípios mantinham estruturas e práticas adequadas para compartilhar informações cruciais para que jornalistas, ativistas, órgãos de controle e a população geral possam acompanhar os recursos públicos.

Isso inclui transparência no recebimento de emendas parlamentares, em detalhes da contratação de obras públicas e licitações, nas licenças ambientais, na concessão de incentivos fiscais a empresas, de informações sobre receitas e despesas, da divulgação da agenda do prefeito, do oferecimento de serviços de agendamento digital e de mecanismos de participação como consultas públicas.

No geral, as piores notas foram atribuídas à dimensão que avalia a transparência de obras públicas, um ponto de alerta sobretudo em anos eleitorais em que muitos recursos são canalizados para obras com o objetivo de atrair a atenção dos eleitores. Vinte e nove cidades zeraram a dimensão e não apresentam uma plataforma ou portal específico para dar transparência às obras no município, com informações completas sobre execução orçamentária, orçamento, valores pagos, contratações, localizações das obras e medições.

Também foi negativamente avaliada a transparência das obras em questões ambientais e de participação social. Apenas doze cidades publicam as licenças ambientais de forma integral emitidas pelo município. E somente em seis municípios foram encontradas evidências sobre a realização de consultas públicas para as contratações das obras.

Outra dimensão em que foram identificados baixos índices de transparência é a que trata de aspectos legais e normativos. Nela 18 municípios não conseguiram cumprir nenhum dos requisitos esperados. Trinta e um municípios ainda não divulgaram a regulamentação da Lei de Acesso à Informação (LAI) e somente oito divulgam que possuem norma de proteção do denunciante. Nenhuma das prefeituras avaliadas publica que regulamentou a Lei Anticorrupção, ferramenta essencial para combater o desvio de recursos públicos.

“A evidência de consultas públicas, por meio de audiências que promove o exercício da cidadania, em apenas 6 dos setenta e oito municípios, causa grande tristeza, mas também nos faz mais comprometidos com o trabalho de orientação às gestões, do quanto é necessário promover a participação da população implementando de direito e de fato, a política pública. O resultado, de modo geral, tem muito a melhorar e continuaremos contribuindo para que venha ser melhor.”, diz Maria do Socorro Mendonça, diretora do Instituto Nossa Ilhéus.

Para ampliar o padrão de transparência das prefeituras brasileiras, é preciso dentre outras medidas:

– regulamentação da Lei Anticorrupção em nível local;

– criação de normas e mecanismos de proteção a denunciantes de corrupção;

– aprimoramento da transparência de contratos, licitações e incentivos fiscais;

– disponibilização de informações sobre emendas parlamentares recebidas pelo município destinadas por deputados estaduais, deputados federais e senadores, assim como de emendas realizadas pelos vereadores;

– criação de leis, planos e portais de dados abertos, fomentando a disponibilização dos diversos tipos de informação em formato aberto;

– criação de portais que centralizem as informações sobre a execução física e orçamentária das obras públicas, bem como das licenças ambientais dos empreendimentos;

– fortalecimento de mecanismos de controle social, audiências e consultas públicas, orçamento participativo e conselhos, incluindo a criação de conselhos municipais de transparência e combate à corrupção.

No momento deste lançamento, o Instituto Nossa Ilhéus (INI) recomenda às administrações públicas que ainda não possuem uma boa pontuação, maior empenho na melhoria de suas práticas de transparência. Sempre é possível promover mais nitidez, agilidade e facilidade na divulgação dessas informações. O INI se coloca à disposição para colaborar nestes esforços em prol da transparência e da integridade. Em parceria com a ADR – Agência de Desenvolvimento Regional Sul da Bahia, Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC), Território Empreendedor e SEBRAE, o Instituto Nossa Ilhéus trabalhará para que candidatos do Território Litoral Sul, venham assinar Carta Compromisso com a Transparência na Governança Pública.

Critérios – Os critérios de avaliação baseiam-se na segunda edição das Recomendações de Transparência e Governança Pública para Prefeituras, guia elaborado pela Transparência Internacional – Brasil e pelo Instituto de Governo Aberto (IGA). A avaliação segue a metodologia do Índice de Transparência e Governança Pública (ITGP), atualizada em 2024, que avalia se as prefeituras regulamentaram e implementaram leis importantes para a transparência e integridade; se têm plataformas acessíveis e funcionais para exercício do controle social; se garantem acesso pleno, ágil e fácil a bases de dados referentes a licitações, contratos, obras, finanças públicas e orçamento; e se promovem e fortalecem a participação cidadã no município.

O Ranking de Transparência e Governança Pública também avalia o quanto as prefeituras se esforçam para criar canais de participação da sociedade. Dessa forma, são verificadas plataformas para recebimento de denúncias anônimas e solicitação de informações, uso de redes sociais e oportunidades de participação da população na discussão do orçamento, por exemplo.

Neste ano, a iniciativa da Transparência Internacional – Brasil, o Índice de Transparência e Governança Pública (ITGP), está sendo implementada em duas frentes distintas de trabalho. Uma delas, sob responsabilidade da TI Brasil, que avalia as ações do Poder Executivo nas 26 capitais brasileiras. No nível municipal, a TI Brasil apoia tecnicamente 14 organizações da sociedade civil, entre elas o Instituto Nossa Ilhéus, na avaliação de mais de 350 municípios de dez estados brasileiros.

Sobre o Instituto Nossa Ilhéus

Fundado em 09 de março de 2012, o Instituto Nossa Ilhéus é uma iniciativa da sociedade civil organizada, apartidária com o título de OSCIP –Organização da Sociedade Civil de Interesse Público. Busca a aproximação da sociedade civil e do poder público em suas ações, atuando com advocacy, para fortalecer o alinhamento da vocação natural do sul da Bahia com o desenvolvimento sustentável, por meio de três eixos de atuação: ‘Educação para Cidadania’, ‘Monitoramento Social’ e ‘Impacto em Políticas Públicas’. O INI trabalha em rede e está aberto ao engajamento da população em suas atividades. Saiba mais no site www.nossailheus.org.br.

A aplicação do Índice de Transparência e Governança Pública dos territórios de identidade Litoral Sul, Baixo Sul, Extremo Sul, Médio Rio de Contas e Costa do Descobrimento foi feita pelo Instituto Nossa Ilhéus em parceria com a Transparência Internacional – Brasil. A avaliação contou com apoio financeiro da União Europeia, através do projeto “Fortalecendo a transparência, a integridade e o espaço cívico para a promoção dos ODS nos municípios brasileiros”. Os conteúdos relacionados a esta avaliação não necessariamente refletem uma posição da União Europeia.

ITABUNA: PREFEITURA NOTIFICA E AUTUA EMPRESA DE ASFALTO POR POLUIÇÃO ATMOSFÉRICA

 

 Usina asfáltica notificada e embargada pela SEAGRIMA - Fotos2 Ascom

Ao confirmar uma denúncia apresentada, fiscais do Departamento de Meio Ambiente da Secretaria da Agricultura e Meio Ambiente (SEAGRIMA) autuaram a empresa Topo Engenharia e Instalações Ltda., à localizada à margem esquerda da rodovia BR-415, nas imediações do Nova Esperança por poluição atmosférica e instalou procedimentos administrativos.

A empresa descumpriu a Política Municipal de Meio Ambiente no enquadramento das atividades por tipologia e porte de empreendimentos sujeitos a licenciamento ambiental, principalmente considerados efetiva ou potencialmente causadores de poluição e degradação. Para exercer a atividade de produção de concreto asfáltico a empresa foi notificada a instalar Filtro Manga, que é responsável pela filtração por meio da retenção mecânica de partículas.

Nesta semana, a Equipe de Fiscalização Ambiental da SEAGRIMA esteve novamente no empreendimento que paralisou suas atividades, para acompanhamento da demanda e constatando que a mesma continua sem operação até que haja a regularização e recolocação do Filtro Manga. A Notificação nº 018/2024 (Advertência) continua em vigor de acordo com o diretor de Meio Ambiente, Alan Feitosa.

 

ITACARÉ: PT FARÁ CONVENÇÃO PARA OFICIALIZAR NEGO COMO CANDIDATO A PREFEITO

 

WhatsApp Image 2024-07-16 at 10.41.24

A Federação Brasil da Esperança, composta pelo PT, PCdoB e PV, anunciou que fará a Convenção Partidária, no dia 04 de agosto para oficializar a chapa proporcional de candidatos a vereadores e a majoritária de prefeito. De igual modo, os partidos PSD, MDB, PSB, Republicanos, Solidariedade, Podemos e Progressistas farão suas convenções para lançar as chapas proporcionais.

O PSD, além de oficializar os candidatos a vereadores, vai carimbar o nome do professor Zé Washington como o candidato indicado a vice-prefeito na disputa majoritária.

O evento acontecerá na Câmara Municipal de Vereadores e no Colégio Aurelino Leal, ambos próximos. E após as reuniões de cada partido, acontecerá o grande ato que oficializa o nome de Nego de Saronga como candidato a sucessão do prefeito Antônio de Anízio.

ILHÉUS: BENTO LIMA, PREFEITO MÁRIO ALEXANDRE E A DEPUTADA SOANE GALVÃO DISCUTEM POLÍTICAS PARA O MUNICÍPIO COM O SENADOR OTTO ALENCAR

WhatsApp Image 2024-07-15 at 20.15.42

Nesta segunda-feira (15), Bento Lima, pré-candidato à prefeitura de Ilhéus, acompanhou o prefeito Mário Alexandre e a deputada estadual Soane Galvão em uma audiência em Salvador com o senador Otto Alencar. A reunião teve como objetivo discutir questões importantes para a política local e buscar melhorias para o município.

Durante a audiência, foram debatidos assuntos de alinhamentos políticos, reafirmando o compromisso com o desenvolvimento e bem-estar da população de Ilhéus. Este momento significativo destacou a união de esforços entre as lideranças, demonstrando a dedicação em trabalhar conjuntamente por um futuro melhor para a cidade. “Estamos comprometidos em encontrar soluções que atendam às necessidades de Ilhéus e melhorem a vida de nossa comunidade, e agradecemos ao senador Otto Alencar pelo apoio e diálogo aberto,” afirmou Bento Lima, ressaltando a importância do diálogo para  cooperação política e o progresso do município.

O anúncio feito no último sábado (13) por Neto Badaró, durante reunião da Executiva Municipal do Progressistas, de retirar sua pré-candidatura à Prefeitura e a sinalização feita pelo presidente municipal, Roberto Minas Aço, e pré-candidatos a vereador de apoiar a reeleição de Augusto Castro a prefeito foi considerada um “acerto” pelo deputado estadual Eduardo Salles.

“Neto Badaró é um empresário bem sucedido e que colocou seu nome à disposição para somar e contribuir com o debate. Ele teve a maturidade de ouvir o coletivo e tomou a decisão mais acertada”, disse Eduardo Salles, que esteve em Itabuna na última visita do governador Jerônimo Rodrigues.

“Tenho uma relação de amizade e carinho grande com Augusto Castro. Fomos colegas na Assembleia Legislativa da Bahia quando ele exerceu o cargo de deputado estadual. Conheço sua responsabilidade e capacidade de fazer ainda mais por Itabuna”, acrescentou Eduardo Salles.

ITABUNA: EDUARDO SALLES ACREDITA QUE PROGRESSISTAS ACERTA EM RETIRAR CANDIDATURA E SINALIZAR APOIO À REELEIÇÃO DE AUGUSTO CASTRO

 

WhatsApp Image 2024-07-16 at 09.04.17

O anúncio feito no último sábado (13) por Neto Badaró, durante reunião da Executiva Municipal do Progressistas, de retirar sua pré-candidatura à Prefeitura e a sinalização feita pelo presidente municipal, Roberto Minas Aço, e pré-candidatos a vereador de apoiar a reeleição de Augusto Castro a prefeito foi considerada um “acerto” pelo deputado estadual Eduardo Salles.

“Neto Badaró é um empresário bem-sucedido e que colocou seu nome à disposição para somar e contribuir com o debate. Ele teve a maturidade de ouvir o coletivo e tomou a decisão mais acertada”, disse Eduardo Salles, que esteve em Itabuna na última visita do governador Jerônimo Rodrigues.

“Tenho uma relação de amizade e carinho grande com Augusto Castro. Fomos colegas na Assembleia Legislativa da Bahia quando ele exerceu o cargo de deputado estadual. Conheço sua responsabilidade e capacidade de fazer ainda mais por Itabuna”, acrescentou Eduardo Salles.

ITABUNA: PREFEITURA RECUPERA ACESSO À VILA DE MUTUNS EM ATENDIMENTO AOS MORADORES

Prefeitura de Itabuna recupera aceso à Vila de Mutuns em atendimento aos moradores - Fotos Alex de Souza (1)

A Prefeitura de Itabuna, por meio da Superintendência de Serviços Públicos da Secretaria de Infraestrutura e Urbanismo (SIURB), desde a quinta-feira passada está atuando na recuperação do acesso à Vila de Mutuns, na zona norte do município. Com pouco mais de 10,8 quilômetros, a estrada também liga o semianel rodoviário àquela comunidade.

A secretária Sônia Fontes afirmou que devido às chuvas e a umidade do solo há dificuldades para a manutenção das estradas vicinais, incluindo os acessos à Vila de Mutuns, Serrado e Roça do Povo principais regiões produtoras de hortigranjeiros, apesar do cronograma elaborado pela SIURB em conjunto com as associações de produtores rurais e de agricultores familiares a cada semestre contando com a participação da Secretaria de Agricultura e Meio Ambiente.

A titular da SIURB reconhece que a via de acesso à Vila de Mutuns é importante para o escoamento de produtos hortigranjeiros da agricultura familiar visando o abastecimento de feiras livres, sacolões e supermercados. Mas os serviços de manutenção sempre são interrompidos nos períodos chuvosos. “Mas a recuperação do acesso é uma das ações da Prefeitura de Itabuna que desde a semana passada vem trabalhando para melhorar o tráfego de veículos e as condições de vida dos moradores”, disse Sônia Fontes.

O superintendente de Serviços Públicos, Francisco de Sousa Lino Filho, disse que já foi executada a recuperação do sistema de iluminação pública, inclusive com a substituição de luminárias a vapor de sódio e metálicas por LED. A recuperação do piso conta com o suporte de uma patrol, caçambas e um rolo compactador.

Quanto à ambulância doada pela Prefeitura para o traslado de pacientes da Vila de Mutuns para unidades de saúde e hospitais da cidade, já voltou a operar, segundo a Secretaria Municipal de Saúde.

 

ITABUNA: ADVOGADOS SE REÚNEM PARA DISCUTIR DEMANDAS DA CLASSE COM FOCO NAS ELEIÇÕES DA OAB

WhatsApp Image 2024-07-15 at 09.24.50 (1)

 

Ampliando o espaço democrático na corrida eleitoral pela gestão da OAB Subseção Itabuna, na última sexta-feira (12) ocorreu um evento que reuniu advogados e advogadas da cidade de Itabuna, em um bate-papo descontraído ouvindo os(as) colegas e principais demandas trazidas, fortalecendo o pré-projeto capitaneado por Ruy Nepomuceno e Vanessa Arruda, profissionais militantes em Itabuna e região.

Nesta oportunidade, Ruy Nepomuceno asseverou que “a advocacia grapiúna e das cidades abraçadas pela subseção necessita retomar seu espaço de destaque com valorização da classe, efetividade na prestação jurisdicional e fortalecimento da função social da Instituição, tão importante para a construção de uma sociedade justa, equinânime e evoluída”.

Vanessa Arruda, por sua vez, pontuou “ser necessário construir pontes entre o poder público, sociedade civil organizada e judiciário, além de reconhecer a jovem advocacia como ferramenta fundamental para fortalecimento de uma advocacia respeitada, ética e proativa”. Pontua, por fim, “que a mulher advogada precisa preencher os espaços e cadeiras pertinentes em todas as searas de representatividade deste município e região, estando disposta a encampar luta de conquista e pertencimento”.

Ruy Nepomuceno encerra versando que “o projeto vem crescendo de forma orgânica, adquirindo diariamente Advogados e Advogadas adeptos às ideias e proposições. Conclamamos vocês colegas, para juntos abraçarmos o projeto que visa valorizar, ainda mais, a advocacia e a união”.

ILHÉUS: PREFEITO MÁRIO ALEXANDRE LAMENTA RETIRADA DE JABES RIBEIRO DA PRÉ-CANDIDATURA À PREFEITURA

WhatsApp Image 2024-07-13 at 14.16.38

Neste sábado (13), o cenário político de Ilhéus foi surpreendido pela retirada do ex-prefeito Jabes Ribeiro da pré-candidatura à prefeitura. Em uma entrevista ao programa de rádio Frequência Política, de Itabuna, o atual prefeito Mário Alexandre expressou seu pesar pela decisão de Jabes, destacando a importância de sua presença no pleito eleitoral.

“Um candidato que trabalhou muito, fez muito e me solidarizo. Isso aqui é uma perda para a democracia, porque a gente faz sempre as conversas de forma democrática. Jabes foi prefeito da cidade por quatro anos. Experiência política fora do comum, tem que ser respeitado, respeitado porque tem história, diferente de outros aventureiros(a) e sonhadores(a), que tem aparecido, sem base alguma” afirmou Mário Alexandre.

ILHÉUS: JABES RIBEIRO RETIRA PRÉ-CANDITURA A PREFEITO E EMITE CARTA

Jabes-Riberio_foto-Secom-Ilhéus

O ex-prefeito de Ilhéus, Jabes Ribeiro comunicou que não será mais candidato a prefeito do município nas eleições deste ano. Ele emitiu uma carta justificando a decisão. Veja:

 

CARTA AOS ILHEENSES

Ilheenses, companheiros(as) de caminhadas ao longo de mais de quatro décadas, amigas e amigos.

Informo que não serei candidato a prefeito de Ilhéus.

Nesse período de pré-campanha, trabalhei muito para formar uma chapa nas eleições deste ano que unisse EXPERIÊNCIA e JUVENTUDE em prol do futuro de nosso município. Não foi possível.

Refleti bastante, nos últimos dias, sobre a decisão que tomaria.  Ouvi as principais lideranças políticas dos partidos aliados que me apoiam, analisei a atual conjuntura política, ouvi minha família e tomei, certamente, a decisão mais adequada para o presente cenário de Ilhéus. O tempo e os prazos da legislação eleitoral exigem decisões rápidas. As convenções se aproximam e é preciso organizar as campanhas majoritárias e proporcionais.

Os Partidos do governo tendem a se unir no município, por força da política estadual. Não interessa ao governo um enfrentamento, aqui em Ilhéus, entre o PT de Wagner, Jerônimo e Rui e o PSD de Otto Alencar, afinal isso pode repercutir nas eleições de 2026.

No campo da oposição, a necessidade de juntar as nossas forças foi debatida e defendida pelos partidos da “Frente Ampla”, formada por expressivas lideranças políticas, constituída no ano passado, logo após as últimas eleições. Afirmei que seria, e sou, um defensor permanente da unidade.

Em nome da lealdade aos compromissos assumidos, retiro a minha pré-candidatura a prefeito de Ilhéus.

A direção do Progressistas municipal solicitou uma reunião com a Frente Ampla, para comunicar oficialmente essa decisão e construir a melhor estratégia para as eleições que se aproximam.

Confesso que sonhei poder contribuir com a minha experiência na organização da cidade para o seu aniversário de 500 anos.

Nesses mais de oito meses de caminhada por todo o nosso município, me deram muita alegria visitar tantas pessoas queridas, que me receberam com imenso carinho, em especial nos distritos, bairros mais afastados do centro e nos morros de Ilhéus. Sou muito grato a essa parcela tão significativa da população, que sofre a falta dos serviços públicos essenciais, mas continua na esperança de dias melhores. A insegurança pública é visível. Em alguns locais, prospera a lei do mais forte. Não há um só policial nos dez distritos do interior, que reúnem mais de 15 mil ilheenses.

Ao longo dos meus mandatos como prefeito, testemunhei momentos de apogeu e imensas dificuldades após a crise do cacau. Na década de 80, realizei um governo que teve o apoio da imensa maioria do nosso povo, com o maior investimento já realizado na melhoria da infraestrutura do município, em uma época que circulava riqueza e a prefeitura tinha recursos para investir. A partir de 1997, a realidade era outra, menos recursos para investimentos e a cidade apresentava bem mais problemas por conta do aumento da população mais necessitada. Mesmo assim, trabalhamos e conseguimos avanços significativos em diversas áreas.

O meu último mandato, encerrado em 2016, foi o mais difícil e exigiu muita responsabilidade no cuidado com as contas públicas do município, para garantir o cumprimento da Lei.

Trabalhamos muito para conseguir obras estruturantes para a cidade, a exemplo da bela ponte estaiada que liga o Centro ao Pontal e à Zona Sul, o Hospital Costa do Cacau, os projetos habitacionais e outras ações importantes para o desenvolvimento econômico e social de Ilhéus.

Mas, sem as medidas de controle dos gastos públicos não teríamos chegado ao final do governo  com as contas organizadas e os salários dos servidores pagos rigorosamente em dia.

A reforma do Código Tributário foi essencial para recuperar a capacidade do município em honrar com seus compromissos. As possíveis distorções já deveriam ter sido resolvidas. Gosto de lembrar que os mais pobres da população foram isentos de qualquer pagamento.

Em todos os mandatos, dediquei uma atenção especial à preservação do patrimônio histórico e cultural do nosso município. Quem ama, cuida!

Fui firme na defesa dos interesses de Ilhéus, sempre que se fez necessário. A luta contra a divisão territorial na década de 80, a presença nos movimentos municipalistas, através da Amurc e outras entidades estaduais e nacionais, a atração de equipamentos e investimentos públicos e privados, permearam as ações dos nossos mandatos.

Agradeço a contribuição e apoio das direções estaduais do meu partido, nas pessoas dos dirigentes deputado federal Mario Júnior e Cacá Leão e dos líderes do União Brasil, ex-prefeito de Salvador e dirigente nacional ACM Neto e o atual prefeito Bruno Reis. Sou grato a todos que participaram dessa caminhada.

Continuarei na Secretaria Geral do Progressistas da Bahia, participando ativamente da vida partidária e política de Ilhéus, cidade que me acolheu ainda bem jovem e me honrou com quatro mandatos de prefeito, além de outras responsabilidades na esfera estadual e federal.

Enquanto tiver vida e saúde, estarei trabalhando por ILHÉUS.

 

ITABUNA: PREFEITURA FAZ A DEMOLIÇÃO DE BARRACOS E CASEBRES DE FAMÍLIAS CONTEMPLADAS COM UNIDADES HABITACIONAIS

 Casebres e barraco são demolidos na Vila da Paz. Fotos Ascom (2)

A Prefeitura de Itabuna, por meio das secretarias municipais de Promoção Social e Combate à Pobreza (SEMPS) e de Infraestrutura e Urbanismo (SIURB), iniciou na manhã desta sexta-feira, dia 12, na Vila da Paz, a demolição de barracos e casebres de famílias contempladas com unidades habitacionais no condomínio construído pelo Governo do Estado no Jardim Jaçanã.

A favela fica no Km 24 da BR-415, trecho Ilhéus-Itabuna em frente ao viaduto.Na manhã de hoje foram demolidos cinco barracos, depois de as famílias terem efetuado a mudança para os novos apartamentos do condomínio residencial entregue pelo governador Jerônimo Rodrigues na sexta-feira passada. O trabalho de remoção dos casebres e barracos vai continuar até que todos os contemplados assumam as novas moradias.

Por meio da Companhia de Desenvolvimento Urbano do Estado da Bahia (CONDER), o Governo do Estado edificou o condomínio residencial com 80 unidades habitacionais para a moradia digna de famílias vitimadas com alagamentos na cheia do Rio Cachoeira no final de 2021. Ao todo foram investidos no projeto de R$ 10 milhões enquanto à Prefeitura coube a urbanização do Jardim Jaçanã, com asfaltamento das vias, meio-fio e iluminação através do Programa Acelera Itabuna (PAI) – o futuro começa aqui.

As novas moradias integram o Programa Bahia Minha Casa e estão organizadas em edifícios de quatro andares, incluindo o térreo, com quatro apartamentos por pavimento, totalizando 16 unidades habitacionais por prédio. Cada apartamento possui sala, cozinha, área de serviço, dois quartos e um banheiro.

Segundo o Governo do Estado, a estrutura foi planejada para atender às necessidades básicas dos moradores, garantindo qualidade e funcionalidade.

A cozinheira Cátia Pereira perdeu sua casa e viu sua vida virar de cabeça para baixo depois da enchente e se disse feliz com a nova moradia. “Agora, minha família tem um lugar seguro e confortável para viver. Essas unidades habitacionais são um sonho realizado para muitos de nós,” afirmou.

 





vida med

vida + med


WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia