Programa-UFRJ_page-0001

Serão discutidos Migrações, Desigualdades e Desenvolvimento Sustentável

“Migrações, desigualdades e desenvolvimento sustentável” é o tema do XXXIII Encontro da Associação das Universidades de Língua Portuguesa (AULP) que será realizado de 24 a 26 de junho de 2024, no Rio de Janeiro, Brasil, tendo como anfitriã a Universidade Federal do Rio de Janeiro.  Serão discutidos os subtemas “Desafios das Migrações”, “Desigualdades do Mundo Global” e “Educação para o Desenvolvimento Sustentável”.

A Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc) participa do evento através do reitor Alessandro Fernandes. Os Encontros Anuais com as instituições membros da AULP e dirigentes governamentais têm um caráter itinerante e objetivam reunir contribuições originárias das diversas regiões para enriquecer o debate científico e favorecer a relação entre os membros da comunidade de Língua Portuguesa.

Também têm por objetivo estimular a investigação no ensino superior; instigar a mobilidade de alunos e docentes nos domínios do ensino e da investigação científica; ampliar o papel da língua portuguesa na difusão de conhecimento; dinamização da rede de universidades de língua portuguesa; valorizar as diversas culturas lusófonas; consolidar laços e promover ações conjuntas entre os seus membros.

Para a cerimônia de abertura do XXXIII Encontro da AULP, estão previstos o discurso do presidente da Associação das Universidades de Língua Portuguesa, João Nuno Calvão da Silva (em representação da Universidade de Coimbra); do reitor da Universidade Federal do Rio de Janeiro, Roberto Medronho; do diretor de Relações Internacionais da Capes, Rui Oppermann; e do Secretário de Educação Superior do Ministério da Educação do Brasil (MEC), Alexandre Brasil Carvalho da Fonseca.

A AULP é uma ONG internacional, criada em 1986, que promove a cooperação e troca de informação entre Universidades e Institutos Superiores. São mais de 130 membros dos países de língua oficial portuguesa – Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe, Timor e Macau.