WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
camara municipal itabuna camara municipal itabuna pm ilheus fundacao jose silveira



uniftc

shopping jequitiba

:: ‘Geral’

ITABUNA QUER INSTALAÇÃO DE DELEGACIA DA POLICIA FEDERAL PARA COMBATER À VIOLÊNCIA


.
O prefeito de Itabuna, Capitão Azevedo, anunciou, durante reunião do Gabinete de Gestão Integrada Municipal (GGIM), formado por 34 representantes das diversas secretarias do governo municipal, autoridades da área de segurança e representantes da sociedade civil organizada, que vai encaminhar ao Ministério da Justiça a solicitação para a implantação de uma Delegacia da Polícia Federal, visando ampliar o combate o tráfico de drogas e a violência.

A reunião do GGIM, realizada no gabinete do prefeito, serviu para definir as estratégias da campanha de desarmamento da população do município, a ser lançada em breve, durante o Dia do Desarmamento em Itabuna, com as participações de autoridades civis e militares, além de representantes de diversas entidades e instituições.

Para o Capitão Azevedo, a política pública de segurança é uma questão complexa e que envolve não apenas a ação da polícia e da justiça, como também de saúde, de educação, inclusão social e até a melhoria da iluminação pública: “A ideia deste encontro é ouvir sugestões e implementar ações práticas, até porque ninguém está imune à violência, um problema que preocupa a todos nós e que precisa ser enfrentado”.

Ele explicou que a criação da Delegacia da Polícia Federal em Itabuna se justifica em função de uma série de fatores, inclusive por ser a cidade um grande polo regional de comércio e serviços, cortado por duas importantes rodovias – BR-415 e BR 101 -, que estão na rota do tráfico de drogas e de armas.

HAMILTON GOMES SE ENVOLVE EM OUTRA POLÊMICA

.

A saída do Defensor Público Estadual, Hamilton Gomes, foi uma surpresa para todos, inclusive, para as pessoas de baixa renda que, sem condições de pagar um advogado, recorrem ao setor em busca de auxilio para as questões jurídicas. Em entrevista ao Brumado Notícias, o defensor criticou o prefeito, vereadores, ex-vice-governador, Edmundo Pereira e a “política atrasada da cidade”. “O prefeito da cidade não ajuda em nada, não se preocupa com o povo e não quis fazer um convênio com a defensoria publica”.

 Incisivo, ele ainda disse que o gestor é um “prefeito de elite”, afirmando também que os vereadores e até o ex-vice-governador nada fizeram por Brumado, durante os quatro anos no poder. “O prefeito daqui não tem interesse em ajudar ninguém não, pois só pensa nele, ele não pensa no pobre, ele não gosta do pobre, ele quer só o “venha a nós”, mas o “vosso reino”, nada. A câmara também tem grande parte de culpa desse atraso da cidade. Ela também devia se preocupar com a população, mas não se preocupa, eu não vejo nenhum vereador aqui se importar com o lado jurídico das pessoas pobres. Esse prefeito de Brumado é, lamentavelmente, elitizado, ele não se preocupa com as pessoas pobres só preocupa com as pessoas de elite.

O ex–vice-governador  é filho de Brumado e devia ter se unido com o prefeito, para trazer fábricas para a cidade, passou quatro anos na administração e nada trouxeram para cá”. O defensor denunciou ainda a perseguição, na prefeitura, contra alguns funcionários que entraram com ação, contra o município. “Eu vejo aqui funcionário da prefeitura sendo perseguido. Tem um rapaz sendo maltratado pela prefeitura, sendo perseguido, e ele veio hoje aqui entrar com duas ações contra o município. Eu já entrei com três ações contra o município, porque eu não tenho capa presa com ninguém”. (Ouça o áudio).

.

Do site “Brumado Notícias

AUDIÊNCIA NA EMBASA

.
Em recente audiência com o presidente da Embasa, Abelardo Oliveira Filho, a deputada estadual Ângela Sousa (PSC), juntamente com o vereador Tarcísio Paixão (PMN), apresentou uma série de reivindicações de interesse da população ilheense.

Ângela chamou a atenção principalmente para a necessidade de se levar o serviço de abastecimento para comunidades do litoral norte, muitas das quais dependem hoje de poços artesianos. Segundo a parlamentar, o benefício pode ser implementado com recursos provenientes do PAC II.

O vereador também solicitou atenção da Embasa para os bairros do Salobrinho e Banco da Vitória, que reclamam a ampliação do saneamento básico.

EX-PREFEITO DE ITORORÓ TEM CONTA REJEITADA

Com base no parecer prévio do Tribunal de Contas dos Municípios (TCM) a Câmara de Vereadores de Itororó votou pela rejeição das contas do ex-prefeito Marco Brito (PMDB). Segundo o TCM o ex-gestor deixou uma divida de mais de R$ 1 milhão e ainda foram apuradas irregularidades no FUNDEB (Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação).

As contas que foram reprovadas por 6 votos a 5 na sessão do dia 17 de maio de 2011, correspondem com o exercício 2008.

Na votação que tornou Marco Brito inelegível até 2019, o que mais chamou atenção foram os votos a favor da aprovação, deferidos pela bancada de oposição, que até alguns dias atrás atacava o ex-prefeito com palavras de baixo calão e já chegou até denunciá-lo a Policia Federal.

Votaram pela aprovação das contas, os edis: João Davidson (Sergipe – DEM), Genival Carneiro (Biduinha – DEM), Cristina Resende (PMDB), Antonio Nunes (Toinho – DEM) e Walter Marques (PP).

A bancada da situação, formada por Marli Santos (PT), Renê Gonçalves (PT), Adauto Andrade (PHS), Andréa Figueiredo (PMDB), João Batista (Compadre João – PMDB) e Robélia Barros (Bela – DEM) votaram pela rejeição das contas. Segundo o líder do prefeito na câmara, Renê Gonçalves, “a rejeição foi uma vitoria para Itororó, que agora está livre de uma classe de políticos corruptos e ludibriadores”.

JOSIAS GOMES DEFENDE REVISÃO DE LEIS SOBRE ROYALTIES DE MINERAÇÃO


.

O deputado Josias Gomes (PT-BA) manifestou-se em plenário para “chamar a atenção” para distorções na legislação referente aos royalties sobre a mineração, a chamada Compensação Financeira pela Exploração de Recursos Minerais CFEM.

“Essa arrecadação tem diminuído, o que desatende os municípios afetados, de maneira indireta, pela atividade de mineração e gera desnecessário contencioso regulatório e judicial com empresas mineradoras”, disse.

Segundo o deputado, o Executivo já deu sinais de que concorda com a necessidade de revisão da legislação atinente à CFEM, quando da apresentação de proposta de novo marco regulatório da mineração no ano passado.

“Reiterou esse entendimento, em fevereiro último, por ocasião da divulgação do Plano Nacional de Mineração 2030. Cabe a esta Casa contribuir no encaminhamento de solução para essa questão. Trata-se de empreitada de considerável complexidade, que demanda tempo e grande esforço”, disse.

INVESTIMENTOS PARA ITORORÓ

.
O Deputado Geraldo Simões, acompanhado do prefeito de Itororó, Adroaldo, junto com sua equipe do Núcleo de Planejamento Estratégico do Município, foram calorosamente recebidos pelo Ministro das Cidades, Mário Negromonte, nesta 4ª feira, dia 18 de maio.

A reunião, que foi muito produtiva, segundo o Deputado, tratou de assuntos como a pavimentação de ruas, a inclusão de obras no PAC II, a estruturação de assentamentos precários, PAC do saneamento, liberação de emendas e pagamento de todas as obras que já tiveram efetuadas suas medições.

O Prefeito também saiu bastante animado da reunião e acredita que ela é fundamental para agilizar as obras do município, trazendo melhores condições de vida e conforto para a população.

GILKA BADARÓ FICA COM O PSD DE ITAJUÍPE


.
Em Itajuípe a ex-prefeita Gilka Badaró desistiu de se filiar no PT para ser candidata a prefeita em 2012. O convite partiu do deputado federal Geraldo Simões (PT), e do seu filho Thiago Feitosa (Veja aqui).

Gilka aceitou o convite do vice-governador Otto Alencar (PSD), e vai assumir o PSD de Itajuípe. Vale lembrar que a mesma tem uma amizade de muito tempo com Otto, e isso pesou na hora de aceitar o convite.

Atualmente ela é Coordenadora do Núcleo de Atendimento aos Prefeitos da UPB, consequentemente tem um grande prestígio político em todo o estado.

VICE DA BAMIN PARTICIPA DE AUDIÊNCIA NA ASSEMBLEIA

.
O vice-presidente executivo da Bahia Mineração, Clovis Torres, voltou à Assembleia Legislativa para informar os deputados sobre o andamento do projeto Pedra de Ferro, que produzirá 19,5 milhões de toneladas por ano na cidade de Caetité, sudoeste da Bahia, e exportará essa produção por um terminal privativo em Ilhéus, sul do Estado.

Torres participou de audiência na Comissão Especial do Complexo Intermodal Porto Sul, que é presidida pela deputada Ivana Bastos (PMDB). A sessão contou também com as presenças dos parlamentares Ângela Sousa (PSC), Augusto Castro (PSDB), Maria Del Carmen (PT) e do líder do governo, Zé Neto (PT).

Torres abordou os investimentos de US$ 1,8 bilhão na implantação da mina e da unidade de beneficiamento de minério de ferro em Caetité, assim como do terminal marítimo em Ilhéus. Também comentou sobre a iniciativa de capacitar mão-de-obra na região, com o programa Mina de Talentos. A ideia, segundo o vice-presidente, é formar trabalhadores para que pelo menos 60% do pessoal que atuará no Pedra de Ferro seja residente nas próprias regiões onde o empreendimento será implantado.

“É uma empresa que chega com um novo conceito, com responsabilidade social e ambiental, e que certamente contribuirá de modo significativo para o desenvolvimento de nosso Estado”, declarou durante a audiência a deputada Ângela. A presidente da Comissão, Ivana Braga, citou a estrutura de captação de água industrial instalada pela Bahia Mineração na região de Malhada. “O projeto foi aproveitado pela Codevasf para implementar um sistema de suprimento de água para a população daquela região, que sofre com a escassez desse recurso”, observou a peemedebista.

O projeto Porto Sul, do qual a Bamin é a empresa-âncora, também foi saudado pelo líder Zé Neto como uma importante ação do Governo da Bahia. “É um projeto estratégico para o nosso Estado e que, se não fosse a parceria com a Bamin, não poderia ser viabilizado”, enfatizou.

DEPUTADOS QUEREM ACOMPANHAR IN LOCU MATERIAL DA INB

Os deputados Bruno Reis (PRP), Targino Machado (PSC) e Augusto Castro (PSDB) apresentaram um requerimento conjunto à Mesa Diretora da Assembleia Legislativa solicitando a formação de uma comissão para acompanhar in loco a situação das 90 toneladas de material das Indústrias Nucleares Brasileiras (INB) que estão estacionadas no Batalhão da Polícia Militar de Guanambi.

“O fato é que existe um grande problema de opinião pública e não adianta o governador Jaques Wagner dizer que o material transportado pelas carretas é urânio. A população precisa estar convencida, mas não está porque o governo da Bahia já deu mostras de sua leniência”, afirmou.

O deputado cobrou um aludo independente sobre o conteúdo do material transportado pelas carretas. Ele lembrou que o Brasil já testemunhou tragédias nucleares, como a provocada em Goiânia em setembr de 1987, quando dois catadores de lixo encontraram cápsulas de césio 137 e, poucas horas depois, dezenas de pessoas foram contaminadas, provocando a morte de mais de 600 pessoas.

Bruno Reis encerrou o discurso com um questionamento. “Cabe uma pergunta: a INB tem a sua sede localizada no Rio de Janeiro e está presente na Bahia, Ceará, Sâo Paulo e Minas Gerais. Por que esta carga tem de vir para a Bahia? Por que não vai para São Paulo ou outros estados?”.

ADVOCACIA PRO BONO EM ITABUNA

.
Germano Sergio Ribeiro Santos foi a Julgamento no Tribunal do Júri nesta quarta-feira(18), no Fórum Otávio Mangabeira na cidade de Vitória da Conquista.

O julgamento foi presidido pelo Juiz Reno Viana Soares, que tem realizado um grande trabalho na vara do Júri com média de seis julgamentos por mês, já acusação foi feita pelo promotor Carlos Robson Oliveira Leão e a defesa pelo criminalista itabunense Cosme Reis (foto).

Cosme conseguiu a desclassificação do crime de homicídio duplamente qualificado para homicídio privilegiado (aquele por injusta provocação da vítima ou violenta emoção),ficando o réu em Liberdade.

O advogado agora segue realizando defesa no Tribunal do Júri nas cidades de Salvador-BA, Teixeira de Freitas – BA, Aracajú-SE, Guarulhos-SP e Vitória-ES.O advogado também está lançando o projeto para advocacia Pro Bono no Tribunal do Júri de Itabuna.

Ou seja , vai fazer trabalho voluntário e gratuito para aqueles que não podem pagar advogado e estão a disposição da Vara do Júri de Itabuna.

vida med

vida + med

axe da sorte cap


WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia