Coordenadora da Rede de Frio, Enfermeira Camila Brito - Foto Roberto Santos

A coordenadora de Imunização e da Rede de Frio da Secretaria Municipal de Saúde, Camila Brito, explicou nesta terça-feira, dia 2, que após a segunda dose da vacina contra a Covid-19, o organismo do paciente demora duas semanas para criar os anticorpos necessários para a imunização.

“O papel da vacina é promover imunidade. Mas, isso não quer dizer que todas as pessoas que forem vacinadas não testem positivo para a Covid – 19”, alertou Camila. O esclarecimento da coordenadora, que também é enfermeira, surge em meio às dúvidas de algumas pessoas sobre a eficácia da vacina.

Nesta semana, o socorrista do Samu-192, Rogério Araújo, que foi a primeira pessoa a ser imunizada em Itabuna, foi diagnosticado com a Covid-19.

No entanto, a coordenadora de Imunização, reforça que a vacina evita as formas mais graves da Covid-19, mas não impede que o paciente contraia o novo coronavírus. “Esse socorrista tinha tomado a segunda dose há apenas dois dias, o que não é tempo suficiente para a criação de anticorpos neutralizantes”, explicou Camila Brito.

A enfermeira frisou que a vacina é fundamental para combater o vírus e que, mesmo após serem imunizadas com a segunda dose, as pessoas precisam seguir os protocolos de segurança, entre os quais, o uso da máscara protetora, álcool em gel e manter o distanciamento social.