Deputado_Rosemberg_Pinto

A Assembleia Legislativa da Bahia (Alba) aprovou, nesta terça-feira (16), o Projeto de Lei (PL) 22.998/18, que autoriza o Executivo a prestar contragarantia à União em operação de crédito externa a ser celebrada entre a Embasa e o banco alemão KFW Entwicklungsbank.

O projeto prevê a ampliação do Sistema de Esgotamento Sanitário (SES) de Camaçari e Dias D´Ávila, na Região Metropolitana de Salvador, e a implantação da Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) Norte, com uso e aproveitamento energético do biogás.

“É um projeto que gera sustentabilidade. É o primeiro projeto que a Embasa vai fazer aqui na Bahia. Só tem um no Brasil, em São Paulo, que apenas usa a reutilização da água. O projeto baiano é inovador. Além de fazer o reuso da água no tratamento do esgotamento sanitário, vai gerar biogás, garantindo mais receita para o Estado”, comemorou o líder governista, deputado Rosemberg Pinto (PT).

O parlamentar também agradeceu aos colegas da Bancada da Maioria presentes no Plenário e reafirmou que não há nenhum tipo de “insatisfação” da base governista no Parlamento baiano, após adiamento da votação da proposição, prevista para esta segunda-feira (15).

“Não temos tradição de votar na segunda-feira. Vários deputados estavam acompanhando a agenda do governador [Rui Costa]. Eu fiz um esforço em votar na segunda porque hoje [terça] alguns parlamentares iriam a Brasília para fazer coro contra a Reforma da Previdência. Quero agradecer à toda a bancada, em especial, aos deputados que desistiram de ir para Brasília para permanecer aqui e votar esse importante projeto”, disse o petista.