ADAUTO-2

A prefeitura de Itororó recebeu mais de R$ 23 milhões do Precatório do Fundef e o prefeito Adauto Oliveira (PSDB). Mas ele está que não pretende direcionar 60% do valor para remuneração dos profissionais do magistério em efetivo exercício de suas atividades.

O prefeito mandou para câmara um pedido de autorização para abertura de crédito no valor da verba do Precatório do Fundef. No comunicado, o prefeito informa que pretende realizar obras, comprar equipamentos e imóveis.

Isso em causado grande insatisfação com os professores da rede municipal, que estavam na expectativa que com essa verba a prefeitura começaria a pagar o piso salarial a categoria.

Vale lembrar que em várias decisões da justiça federal a verba é bloqueada até que seja direcionada a proporção de 60% na remuneração dos profissionais do magistério e de 40% (quarenta por cento) à manutenção e ao desenvolvimento do ensino fundamental, vedado o emprego das verbas em qualquer outra finalidade.

itororo